Blog

Entenda como uma conexão VPN é útil para os negócios

Cibersegurança

Entenda como uma conexão VPN é útil para os negócios

A forma como os recursos tecnológicos de uma empresa são aplicados impacta diretamente no valor do negócio. O setor de TI não deve servir apenas para resolver problemas, mas para atuar de forma estratégica. Além disso, garantir a segurança da empresa no ambiente digital passou a ser algo fundamental para manter a saúde financeira em alta.

A conexão VPN desempenha um papel central, nesse sentido. Entretanto, são comuns as dúvidas sobre o seu funcionamento e qual o reflexo que ela causa nos negócios. Pensando nisso, criamos este post com tudo o que você precisa saber sobre o assunto, incluindo os benefícios e principais riscos da conexão VPN. Confira!

Como uma conexão VPN pode auxiliar o desempenho dos negócios?

A transformação digital tornou o ambiente corporativo totalmente conectado. Cada vez mais documentos e processos são transferidos em rede, fazendo com que algumas empresas mantenham seus negócios 100% em servidores ou na web. É fácil perceber o quanto as conexões seguras se tornam essenciais para manter essa infraestrutura.

De modo geral, a conexão VPN permite o acesso remoto seguro a dados confidenciais. A troca de informações se torna significativamente mais ágil e protegida — algo fundamental em um mundo onde precisamos de acesso a sistemas corporativos de qualquer lugar.

Para exemplificar alguns processos diretamente impactados — de forma positiva — pelo uso de conexão VPN, podemos citar:

– consulta e/ou modificação pelos seus clientes das informações deles, em tempo real, sem redigitação/atualização desses dados pelos colaboradores da sua empresa;
– compartilhamento seguro, em tempo real, de informações sensíveis;
– trabalho a distância de qualquer lugar do mundo, a qualquer hora, dos colaboradores da empresa (em casa, em viagem, na rua etc.);
– consulta rápida de informações confidenciais usando qualquer tipo de dispositivo de TI (tablet, smartphone, notebook etc.).

Quais as principais vantagens de adotar uma conexão VPN?

Na prática, as vantagens vão além da possibilidade de executar os processos listados acima. Afinal, é possível fazer isso simplesmente abrindo a rede da empresa para acesso remoto. Obviamente, isso significaria expor dados sensíveis ao acesso de estranhos, ou mesmo a ciberataques.

Por isso, a conexão VPN tem certas características técnicas que beneficiam sua empresa. Entre as mais relevantes, podemos citar:

-proteção contra hacking de acesso remoto aos dados, aos sistemas e aos sites, que também possuem a solução na outra ponta;
– tráfego de informações confidenciais pela internet sem o risco de espionagem ou roubo de dados;
– identificação de pessoas que acessam os sistemas e as informações;
– gerenciamento centralizado dos direitos de acesso às informações e aos sistemas (com a plataforma adequada de gerenciamento das chaves de VPN);
– proteção dos servidores/computadores mais sensíveis da sua rede interna contra ataques de funcionários/terceirizados mal-intencionados (adotando uma solução de criptografia);
– proteção dos ciclos de produção das máquinas automatizadas e dos sensores em ambiente industrial (também com a adoção de uma solução de criptografia).

Além disso, é importante destacar o diferencial competitivo que sua empresa passa a ter. A reputação da marca melhora significativamente ao combinar o uso de tecnologias de conectividade (web e apps) e soluções de segurança (conexão VPN e criptografia).

Há riscos ao adotar uma conexão desse tipo?

No mundo atual, é preciso desconfiar de qualquer solução que se diz perfeita em relação à segurança. Nenhum sistema digital está 100% seguro contra ataques. Ainda assim, a conexão VPN oferece um nível extremamente satisfatório de proteção. Os riscos são poucos e, em geral, causados por falhas internas — e não pela própria ferramenta.

Podemos destacar a possibilidade de uma invasão caso o hacker consiga acessar um dos equipamentos das pontas da conexão (origem ou destino). Outra forma seria a eventual existência de uma brecha de segurança no protocolo de criptografia, o que é bem raro.

Para evitar esses cenários, o processo de distribuição e de gerenciamento das chaves de criptografia deve ser muito seguro — se um hacker for capaz de interceptar uma chave, ele será capaz de quebrar a criptografia da VPN.

Ou seja, o principal risco envolvido no uso de VPN é a falha humana. A divulgação inadequada de senhas é um bom exemplo de algo que pode colocar a conexão em risco. Não é à toa que, por incrível que pareça, a maioria dos ciberataques envolve engenharia social e, de alguma forma, um comportamento falho de algum colaborador ou da própria vítima.

Para qual tipo de negócio uma conexão VPN é mais útil? Grandes, médias ou pequenas empresas?

Em primeiro lugar, é importante ter em mente que não é o tamanho da empresa que determina se ela precisa ou não de uma conexão VPN. Isso depende da localização de seus dados, da estrutura física da empresa e dos processos de trabalho. Qualquer negócio pode se encaixar nesse perfil.

Para facilitar, destacaremos alguns itens que podem indicar a necessidade de uma conexão VPN em sua empresa, como em casos de:

– sistemas e/ou dados sensíveis que estão hospedados externamente;
– utilização de sistemas em modo SaaS na web;
– funcionários que viajam com frequência e precisam de acesso remoto aos dados/sistemas da empresa;
– informações sensíveis que precisam ser trocadas com os clientes ou fornecedores;
– existência de duas ou mais filiais, além da sede da empresa, que precisam trocar dados constantemente;
– equipamentos que transmitem ou armazenam dados que exigem segurança contra hacking interno (proteção com criptografia);
– necessidade de monitoramento de acesso aos dados e sistemas.

O mais importante é, inicialmente, levantar quais os dados da empresa que mais precisam de uma conexão segura para seu tráfego. A implantação de uma política de classificação dos dados sigilosos é fundamental para a execução dessa tarefa.

Ainda assim, o uso da solução pode ser ampliado para abranger a troca de informações via e-mails e ferramentas corporativas de mensagens instantâneas, unidades de backup, equipamentos sensíveis (robôs, por exemplo), entre outros.

Por que a conexão VPN não deve ser vista como uma commodity?

Por fim, é importante destacar que a conexão VPN não deve ser pensada como um “mal necessário” ou apenas um custo. Dada a importância dos recursos digitais para o sucesso de um negócio, a VPN se torna um verdadeiro alicerce para construção de um diferencial competitivo no mercado.

Os processos se tornam mais simples e confiáveis. Indo além, muitas empresas só firmam contratos (sejam elas clientes em potencial, sejam parceiros) com quem utiliza esse tipo de tecnologia. Afinal, a relação estabelecida coloca ambas em uma situação de dependência mútua dos seus sistemas de segurança.

A conexão VPN, então, possibilita a captação de novos clientes que exigem um grau de excelência na segurança digital de seus dados e sistemas. Por isso, faça já uma análise nos processos de seu negócio e veja como ela pode ser a solução que você buscava para fortalecer os recursos de TI e se destacar no mercado!

Gostou do artigo? Então, siga nossos perfis no Facebook e LinkedIn para acessar mais conteúdos sobre o tema!

Notícias relacionadas