Blog

PaaS: conheça os benefícios do Platform as a Service

Nuvem

PaaS: conheça os benefícios do Platform as a Service

Os serviços de infraestrutura na nuvem não podem mais ser considerados tendência, são uma realidade para a sobrevivência no mercado atual. Mas, nesse mundo de siglas novas, você sabe qual é a mais apropriada para o seu negócio?

Para ajudá-lo a responder a essa pergunta, vamos discutir um pouco mais sobre um desses modelos: o PaaS, ou Platform as a Service. Se você desenvolve aplicações internas ou para o seu público, essa pode ser a solução para consolidar o seu negócio. Vamos começar?

Platform as a Service

Puxada pelo amadurecimento de tecnologias de cloud computing e sua aplicação prática em negócios digitais, a oferta de serviços que tiram o peso de uma infraestrutura própria nas empresas vem tomando formas diferentes de acordo com as necessidades de cada gestor de TI e o mercado em que ele está inserido.

Junto aos já mais conhecidos IaaS e SaaS, o Platform as a Service surge como mais uma opção para otimizar processos, gerar economia na cadeia produtiva e dar mais fôlego para que empresas consigam crescer de forma sustentável e escalável. Veja os detalhes sobre essa solução tecnológica:

O que é PaaS

A plataforma como serviço é um modelo de infraestrutura baseada em nuvem que integra em um único sistema ferramentas para análise, business intelligence e, principalmente, desenvolvimento e entrega de aplicativos. Simplificando um pouco os termos, o PaaS é uma camada abaixo do SaaS (que oferece também a hospedagem da aplicação desenvolvida) e uma camada acima do IaaS (que não conta com as ferramentas de desenvolvimento integradas).

Qual sua principal aplicação nas empresas

O PaaS, portanto, é utilizado como uma estrutura de desenvolvimento dentro das empresas, seja para uso interno em processos de apoio e otimização da trabalho, seja para a criação e iteração de serviços oferecidos aos seus clientes.

Quando um negócio opta pelo Platform as a Service, está buscando um ambiente integrado não só com as ferramentas necessárias para desenvolver, mas a união com outros serviços que aprimorem o fluxo de trabalho, como automação, segurança e validação — sendo que essas facilidades permitem que o PaaS seja muito usado para a adoção de um DevOps eficiente.

O PaaS e o mercado brasileiro

Apesar de o Gartner apontar o PaaS como uma solução adotada majoritariamente em economias maduras, a oferta desse tipo de serviço continua crescendo inclusive no Brasil. Além das vantagens que o modelo traz para o negócio (que exploramos com mais detalhes abaixo), a tendência de desenvolvimento para soluções IoT voltadas à transformação digital aumentará a relevância desse serviço baseado em nuvem.

Esse cenário apontando para uma revolução prestes a acontecer é o momento perfeito para se apostar e investir. O mercado ainda não virou os olhos completamente para o caminho e as empresas brasileiras que buscarem se consolidar nesse modelo podem ser as referências do futuro.

PaaS como posicionamento e ferramenta de negócio

E não é exagero falar nesses termos. Apesar de um mercado bem restrito dentro do universo da computação em nuvem, o PaaS vem ganhando cada vez mais destaque entre negócios modernos baseados em serviços por aplicativos. Se sua empresa trabalha ou pensa em trabalhar com o desenvolvimento (também internamente, mas principalmente para a entrega ao cliente), é hora de usar a tecnologia à sua disposição para encontrar seu espaço no mercado.

Ainda existem poucas opções que trabalham exclusivamente com a oferta de PaaS, mas se espera que a aglutinação de componentes individuais em suítes cada vez mais complexas ofereçam o que você precisa para esse posicionamento.

Caso elas ainda não sejam satisfatórias para uma integração completa do desenvolvimento como plataforma, você pode buscar em seu fornecedor algumas características que lhe colocarão no caminho certo:

–  quais são as ferramentas de desenvolvimento incluídas no PaaS;
–  quais são os níveis de serviços e suporte, além dos termos de SLA;
– qual a garantia de disponibilidade do serviço;
– quais as ferramentas para colaboração;
– qual o Tier da infraestrutura oferecida.

Se nenhum fornecedor PaaS conseguir alcançar a sua exigência pela estrutura, a opção é encontrar boas empresas com soluções robustas que possam ser adaptadas às suas necessidades.

Vantagens do uso do PaaS

Mas o que você ganha realmente com a adoção de Platform as a Service no desenvolvimento e gerenciamento de aplicativos? Para terminar, vamos listar alguns desses principais benefícios e como eles acontecem:

Economia

Como toda troca de capital investida em estrutura para serviços, o PaaS significa uma flexibilidade e diminuição de custos alocados em manutenção e atualização tecnológica — dinheiro que pode ser melhor aproveitado na gestão do negócio e inovação para aproveitar novas oportunidades de mercado.

Serviços gerenciados de infraestrutura

Falando em gerir, uma plataforma na nuvem alivia o peso do gerente de TI de ter que se preocupar pessoalmente todos os dias com a infraestrutura do sistema. Questões como suporte, manutenção e atualização ficam por conta do fornecedor — que, quando é de qualidade, mantém equipes especializadas para cada tarefa. Ao gestor interno, sobra o tempo e o esforço para se dedicar a um desenvolvimento mais ágil e uma entrega de maior qualidade.

Integração

Essa agilidade no desenvolvimento vem da integração de ferramentas dentro de um PaaS. Tanto as ferramentas de desenvolvimento como de gestão, BI e validação na entrega são incorporadas em uma plataforma centralizada, com controle total e simplificado para o gerente de TI. Além de economizar tempo, esse é o tipo de solução que traz mais coerência para o fluxo de trabalho, aumentando, assim, a consistência do resultado final.

Disponibilidade, mobilidade e colaboração

E uma vantagem como essa não fica apenas na gestão, todos os colaboradores ligados ao desenvolvimento de um aplicativo têm mais poder nas mãos para agilizar processos e eliminar arestas.

Como qualquer serviço baseado em nuvem, um bom PaaS fica disponível a todo o tempo em qualquer lugar, inclusive permitindo que vários desenvolvedores trabalhem em um código ao mesmo tempo. Dessa forma, sua empresa fica livre das correntes de uma infraestrutura física e pode encarar o mercado de igual para igual.

O Platform as a Service, embora seja uma solução ainda um pouco limitada, já é apontada como uma solução para o desenvolvimento em negócios digitais do futuro. Comece a buscar agora as opções disponíveis e se planeje para sair na frente dos concorrentes com produtividade, eficiência e qualidade de entrega.

E aí, gostou de conhecer mais sobre novos modelos de serviços baseados na nuvem? Então, venha seguir a CCM no Facebook!

Notícias relacionadas